Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Colaboradores’ Category

Rancho dos Gnomos

Apresento a vocês a Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos (ASERG).

O Rancho dos Gnomos é uma associação civil sem fins lucrativos, que há 19 anos atua em Cotia-SP.
Prima pelo bem-estar da fauna silvestre, exótica, nativa, doméstica e domesticada por meio de sua preservação, conservação, recuperação e propagação da educação ambiental em prol de um ambiente sadio e equilibrado.

Os objetivos do Rancho são:

1 – a defesa, preservação e conservação do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável, bem como a promoção da educação ambiental;

2 – a recuperação do reino animal de várias espécies;

3 – socorrer os animais que foram abruptamente retirados de seus habitats (na maioria das vezes, seus ascendentes foram mortos) e obrigados a viverem em precárias condições, sendo vítimas da crueldade, exploração, abuso e tráfico;

4 – providenciar lares permanentes, livres de estresse, com assistência segura e humanitária para os animais;

5 – educar o público do compromisso para com os animais de todas as espécies, dando assistência na preservação de nosso meio ambiente;

6 – a promoção do bem-estar entre os seres vivos e a conscientização e respeito sob todos os aspectos do meio ambiente;

7 – a contribuição com todas as formas possíveis e viáveis para a solução dos problemas apresentados frente ao desenvolvimento urbano;

8 – oferecimento de amparo aos órgãos oficiais;

9 – devolução de animais ao seu habitat natural quando houver esta possibilidade;

10 – por meio da permacultura, possibilitar o uso e reuso sustentável de tudo que for gerado dentro do próprio Rancho, para que o ciclo da vida se feche dentro do Santuário.

Para que estes objetivos sejam alcançados, parcerias são essenciais, além de doações e apoio. Corpo de Bombeiro, Polícia Civil, Governo Estadual, pessoas físicas e jurídicas. Toda essa mobilização se faz necessária, pois assim a importância deste trabalho é promovida e estimulada, servindo de exemplo para outras iniciativas.

Você pode ajudar o Rancho. Reavalie seus valores e atitudes para com os animais; divulgue o trabalho do Rancho, principalmente os educacionais; seja um doador, contribuindo mensalmente ou sendo padrinho de algum animal (que são muitos).
Leões, tigres-de-bengala, onça parda, macacos, veados, gatos, cachorros, emas, araras, caprinos, suínos, e muito mais.

Para saber mais sobre o Santuário, visite o site > www.ranchodosgnomos.org.br
Email para contato > contato@ranchodosgnomos.org.br
Telefone > (11) 4616 2703 / 4616 8063

Read Full Post »

Papelão, garrafas PET e lona.
Esses 3 materiais (a garrafa não é um material, mas fica sendo agora) estão chamando muito minha atenção ultimamente.

Já tinha visto vários trabalhos com tais materiais, em sua maioria, reutilizados. Carteira de lona, móveis de papelão, artesanato com garrafas, etc.
Os que estão mais me chamando a atenção são os feitos com papelão, por isso decidi tentar fazer uns aqui em casa 🙂

O primeiro que tentei (estou tentando ainda) é fazer casinhas para cães. Se você buscar, vai encontrar alguns exemplos. Peguei o mais fácil e tentei fazer por aqui. Tudo bem que a maioria faz e vende, mas não entendo bem isso. Esse tipo de projeto me parece muito mais popular e de fácil acesso. Por isso acredito que os criadores do projeto não irão achar ruim se as pessoas replicarem tal ideia, com o propósito de ajudar animais que necessitam.
Eu mesmo conheço “cachorreiras” que tem mais de 30 animais em casa e não é na melhor das condições, pois falta dinheiro. Vontade sobra.

Bom, esta é a primeira tentativa de fazer a casinha.

Notaram que é miniatura, né? Fiz assim pra não perder o papelão, caso fizesse besteira, mas deu tudo certo! 😀
Usei uma caixa de papelão que uma amiga encontrou na rua.
No começo é até complicadinho de fazer, pois tem que ficar medindo bastante, mas depois fica tranquilo.

A casinha é feita de 2 partes:
(antes de cortar o papelão, eu tive que desenhar pra me situar, claro)

parte de cima (telhado)

parte de baixo (base)

nesta foto, o pedaço de papelão de cima corresponde a base, e o pedaço de baixo, ao telhado.

Eu nem fiz um tutorial ainda, porque explicar é complicado. É mais fácil (acreditem) olhando as imagens.
Foi a primeira tentativa. A próxima será uma casinha de um tamanho pra cachorro mesmo, e não essa pra hamster que acabou saindo.

Espero que sirva de estímulo para que novos projetos similares sejam desenvolvidos.
Gostaria muito de ver ideias parecidas saindo lá do curso de Design da Ufes, onde estudo.
Fica a dica. 😉

Read Full Post »

Deposi te ter postado a análise/bibliografia comentada do livro de Kazazian, vou colocar alguns links relacionados a inovação social, sustentabilidade e design.

Creative Communities for Sustainable Lifestyles (Comunidades Criativas para Estilos de Vida Sustentáveis) – CCSL)

CCSL é um projeto que lida com criativdade e estilos de vida sustentáveis. Mais precisamente, discute as potencialidades da criatividade colaborativa do dia a dia para a criação e difusão de estilso de vida mais sustentáveis em ambientes urbanos de países emergente, com foco no Brasil, Índia e China.

São avaliados casos que deram certo e, a partir deles, modelos e metodologias são criadas para se adaptarem em outras situações de possíveis casos de comunidades criativas.

O site é em inglês, mas para mais informações, tem os nomes das instituições e envolvidos (professores e alunos) no site. Basta entrar em contato 🙂


Capa do material com foco na África

Read Full Post »

Um post para corrigir uma informação:

Neste posto sobre o concurso de frase do Carrefour, eu divulguei uma informação aqui no blog e, gentilmente, Karin, do  Instituto Rã-Bugio para a conservação da biodiversidade, corrigiu a informação.
No post está escrito:

O primeiro lugar ganha uma viagem com acompanhante para conhecer um dos três principais biomas brasileiros de sua escolha: AmazôniaFernando de Noronha ou Pantanal.

Karin percebeu o erro e comentou:

Detalhe é que Fernando de Noronha não é um bioma. É uma cidade dentro do bioma Mata Atlântica. E por sinal um dos mais ameaçados por conter a mais rica biodiversidade do mundo e restar apenas 6,7% de sua cobertura original.

Muito obrigado pela ajuda 🙂

Read Full Post »

Para aumentar o mercado, continuar na competição, aumentar a produção, atrair mais investimentos, empresas em todo o mundo necessitam, cada vez mais, inovar seus processos, produtos e imagens, principalmente em países com ‘economia em desenvolvimento’.
Essa inovação envolve consequências para o meio ambiente, como poluição, desmatamento, destruição de habitats e extinção de espécies, deslocamento de comunidades e mudanças nas suas vidas.
Pensando nisso, foi desenvolvido o Design for Sustainability Manual – D4S (Design para Sustentabilidade). É um instrumento de avaliação para empresas e governos lideram com essas preocupações.
O manual inclui conceitos de Ecodesign e, em muitas economias já estabelecidas, o D4S está ligado aos conceitos mais amplos de sustentabilidade, como sistemas produto-serviço, sistemas de inovação e outros esforços baseados no ciclo de vida dos produtos.
O D4S foi desenvolvido pelo Programa de Design para Sustentabilidade da Universidade Delft de Tecnologia.
Muitas organizações desenvolveram (e estão desenvolvendo) ferramentas e métodos para repensar e mudar suas formas de conceber e produzir produtos. O D4S é um deles.
Neste link você pode baixar o manual completo ou partes.
Se tiver algum problema, me avise que eu posso passar por email 🙂

Read Full Post »

Em parceria com o coletivo NEGOBOM de Design, desenvolvemos o poster Adote um NEGO BOM 😀

Centenas de animais são abandonados nas ruas todo os dias, como se fossem lixo, ou então são vendidos em pet shops, como se fossem mercadorias.
Não são! Se você tem interesse em ser responsável por um animal, procure um abrigo de animais, uma ONG. Afinal, amigo não se compra. Adota.

Conheça o coletivo!

Read Full Post »

Neste link você pode acompanhar (ou ficar sabendo o que aconteceu, pois acaba hoje) diretamente as notícias sobre Copenhague.

De 7 a 18 de dezembro, a cidade de Copenhague, na Dinamarca, abriga a 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima. A repórter do Planeta Sustentável, Thays Prado, está lá e registra – em textos, vídeos e fotos – o que acontece no dia-a-dia deste importante encontro: na agenda oficial, na agenda paralela – serão mais de 20 eventos por dia! – e nos bastidores.

Read Full Post »

Older Posts »