Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \27\UTC 2010

Um post para corrigir uma informação:

Neste posto sobre o concurso de frase do Carrefour, eu divulguei uma informação aqui no blog e, gentilmente, Karin, do  Instituto Rã-Bugio para a conservação da biodiversidade, corrigiu a informação.
No post está escrito:

O primeiro lugar ganha uma viagem com acompanhante para conhecer um dos três principais biomas brasileiros de sua escolha: AmazôniaFernando de Noronha ou Pantanal.

Karin percebeu o erro e comentou:

Detalhe é que Fernando de Noronha não é um bioma. É uma cidade dentro do bioma Mata Atlântica. E por sinal um dos mais ameaçados por conter a mais rica biodiversidade do mundo e restar apenas 6,7% de sua cobertura original.

Muito obrigado pela ajuda 🙂

Anúncios

Read Full Post »

Uma vez entrei na loja Góoc, do Shopping Vitória (ES) e achei muito bom os bancos da loja.
Já que não achei uma foto, vou tentar representar nesta ilustração:

Sã feitos de pneus, corda e um tampo de madeira.

Reparei também que a loja era toda decorada em madeira, muito verde, algo bem roots.
Interessado, fui procurar o motivo. Talvez tenha encontrado:
Thai Q. Nghia, fundador da marca, é um vietnamita que fugiu pelo mar com um barco de pesca. Foi resgatado por um barco da Petrobras e trazido para o Brasil. Isso em 1979. Em 2003, conceitos de sustentabilidade e diversidade cultural foram incorporados ao posicionamento da marca, que desenvolveu uma linha de calçados a partir de tiras de pneus. Esta inspiração veio após uma visita ao Vietnã, onde Thai notou os calçados usados pelos vietnamitas em ações de guerra.


Abaixo, sandália da marca Góoc.

Não sei como é o processo de produção das sandálias – compra do material, mão de obra, tingimento, etc – mas a ideia é louvável, e serve de exemplo para outros iniciativas.
Além disso, vale lembrar que tem alguém responsável pela concepção dos produtos, levantamento de concorrentes, estudo de produtos e processos, branding e afins.
Fica a dica aos amigos designers 😉

fontes: góoc, mundo do marketing, giga cursos

Read Full Post »

Como projeto final para a conclusão do curso de Design, Andrew Kim desenvolveu um novo modelo para as garrafas da marca Coca-Cola.


O projeto é norteado pela eficiência para a reciclagem do material que, neste novo formato, pode ser comprensada, aumentando a capacidade de armazenamento, facilidade de descarte e, quem sabe, estimulando a reciclagem.

fonte: dabs design

Read Full Post »

Cho Hye-Seung deu uma nova utilidade  à tampa de um embalagem de iogurte: colher.

Eu já tinha pensado a respeito, já que uma vez meu pai me contou que, quando ele era peão de obra, fazia da tampa da marmita a colher.
Mas não lembro de nada assim no mercado. Agora temos que levar em consideração a higiene do local onde será exposto o produto (mesmo com a película de proteção), já que depois a tampa vai entrar em contato com o alimento, com nossa boca.


Fica a dica para o desenvolvimento de novos produtos, pautados na reutilização de material 🙂

fonte: design on the rock

Read Full Post »

Para aumentar o mercado, continuar na competição, aumentar a produção, atrair mais investimentos, empresas em todo o mundo necessitam, cada vez mais, inovar seus processos, produtos e imagens, principalmente em países com ‘economia em desenvolvimento’.
Essa inovação envolve consequências para o meio ambiente, como poluição, desmatamento, destruição de habitats e extinção de espécies, deslocamento de comunidades e mudanças nas suas vidas.
Pensando nisso, foi desenvolvido o Design for Sustainability Manual – D4S (Design para Sustentabilidade). É um instrumento de avaliação para empresas e governos lideram com essas preocupações.
O manual inclui conceitos de Ecodesign e, em muitas economias já estabelecidas, o D4S está ligado aos conceitos mais amplos de sustentabilidade, como sistemas produto-serviço, sistemas de inovação e outros esforços baseados no ciclo de vida dos produtos.
O D4S foi desenvolvido pelo Programa de Design para Sustentabilidade da Universidade Delft de Tecnologia.
Muitas organizações desenvolveram (e estão desenvolvendo) ferramentas e métodos para repensar e mudar suas formas de conceber e produzir produtos. O D4S é um deles.
Neste link você pode baixar o manual completo ou partes.
Se tiver algum problema, me avise que eu posso passar por email 🙂

Read Full Post »

A Sony lançou recentemente o Sony Vaio W Eco. É um netbook composto por 80% de peças plásticas recicladas e 20% por CDs e DVDs encontrados no lixo, na China.

Além do produto, a embalagem é feita 100% da reciclagem de garrafas PET. Agora o curioso, e até certo ponto bem interessante, é que o netbook só será vendido presencialmente. Ou seja, nada de vendas pela internet. A explicação é que se ele for vendido online, será enviado em embalagens não recicláveis, e irá contra todo o propósito do produto.

O valor é algo em torno de R$2000,00, e tem a seguinte configuração: tela de 10.1”, processador Intem Atom de 1.6 GHz, 2 GB de RAM, 320 GB de HD, Wi-Fi, Bluetooth e Windows 7 Starter Edition.

Read Full Post »